Jogos deste fim de semana no Pavilhão Paulo Pinto: Domingo (Dia 26) 11h15 ADS vs AD Ovarense (Sub16 A Masculinos) --- ADS segue em frente na Taça de Portugal ao vencer Académica de Coimbra por 88-68. Este fim de semana estreia oficial dos Sub12 num torneio em Paços de Brandão. Basquetebol é na ADS. Vem apoiar o teu Clube! Contamos contigo!!!Myspace Scrolling Text Creator

quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Entrevista a Hélder Santiago, jogador e capitão da equipa sénior da ADS


Nome: Helder Filipe Ferreira Santiago

Data nascimento: 18/06/1989

Clube(s) por onde passaste?

AD Sanjoanense e Benfica

Há quantos anos estás ligado à modalidade?

Jogo basquetebol desde os meus 7 anos, ou seja, há 18 anos.

Quais são os objectivos da tua equipa para esta temporada?

Os nossos objetivos são os mesmos do ano passado. Ao nível do campeonato tencionamos atingir o objetivo máximo, que é a subida de divisão. Já ao nível da Taça de Portugal é tentarmos eliminar qualquer equipa do nosso escalão e depois chegar o mais longe possível assim que recebermos equipas do escalão superior ao nosso. 

Qual é o teu clube de formação?

O meu clube de formação é a Sanjoanense.

O que te faz mais feliz dentro do campo?

Na minha opinião não há nada melhor do que a vitória. É óbvio que há certos momentos dos jogos, tal como quando marcamos um cesto ou quando um colega de equipa nos agradece uma assistência, mas nada disso adianta se no final do jogo tivermos menos pontos que o nosso adversário.

Treinador(a) que mais te marcou? E por alguma razão especial? 

Não conseguiria nomear apenas um, até porque sempre tive uma boa relação com todos eles e de certa forma todos me marcaram um bocado. No entanto quando me fazem esta questão costumo destacar 2.
Primeiramente o Rufino Tavares, meu treinador de formação, que apesar da exigência e rigor máximo que pretendia de cada um de nós, era, ao mesmo tempo, uma pessoa que transmitia um apreço especial por todos os seus atletas. Na minha opinião, esse apreço que ele demonstrava foi uma importante chave para o sucesso da nossa equipa na altura, pois todos nós éramos capazes de dar sempre 110% de nós em qualquer jogo.

Depois veio o Prof. Augusto Araújo que para além de meu treinador de formação e da equipa sénior, foi também meu treinador no Centro de Alto Rendimento Paulo Pinto durante 2 anos. O Prof. Araújo foi a pessoa que me mostrou que o basquetebol tinha algo mais para além de uma actividade extra curricular que eu fazia para me divertir com os meus amigos, e provavelmente se não fosse isso nesta altura já não jogava basquetebol sequer.

Um jogo inesquecível? E o Pior momento?

Como já é de esperar o jogo inesquecível será sempre o jogo da final no ano passado contra o Vasco da Gama em que perdemos com um triplo do meio campo no último segundo. Mas dizer que foi o pior momento é capaz de ser um pouco forte, porque todos estes momentos servem para tirarmos algumas lições, não só basquetebolisticas mas também de vida, portanto prefiro chamar-lhe de “Momento menos bom”.
Para além desse, tenho na memória uma vitória extremamente difícil contra o Vitória de Guimarães para o Campeonato Nacional em que marquei 40 pontos.


Qual o teu ídolo no Basquetebol?

Nunca tive assim um jogador que idolatrasse mesmo. Sempre apreciei vários como o Steve Nash, Jason Williams, Tracy McGrady e Kobe Bryant. No entanto, nos escalões de formação, inspirava-me frequentemente antes dos jogos com vídeos do Tracy Mcgrady.

Teu objectivo/sonho enquanto jogador(a)?

Sinceramente a nível basquetebolistico não sonho muito alto como fazia em criança. Dada a minha vida pessoal e profissional, juntamente com o estado do basquetebol Português, esta será mesmo a divisão ideal para eu jogar. Mas tenho o sonho e objetivo de poder ser o campeão nacional desta divisão obviamente.
Também desde a formação tinha objetivo um dia poder ser o capitão de equipa da nossa equipa sénior, o que já se concretizou no ano passado e este ano.

Relata uma situação caricata que tenha acontecido em campo.

No último jogo da minha final 4 distrital de sub-18 em Ovar, tínhamos 2 vitórias nos jogos anteriores e íamos defrontar a Ovarense na final, que já tinha perdido um. Então, para sermos campeões tínhamos de ganhar ou perder por menos de 5. Nos últimos segundos do jogo estávamos a perder por exatamente 4 pontos e a ovarense tinha a posse de bola. Estávamos prontos para dar tudo naquele que era o último ataque do jogo e que iria definir o campeão distrital. O que aconteceu foi que a equipa da Ovarense decidiu não atacar e reter a bola. Ficamos especados a olhar até que a campainha toca e começa o pavilhão inteiro (Sanjoanense + Ovarense) a festejar “Campeões”. Ao ver a situação de ambas as equipas a reclamar o título de campeão, a federação, que também não estava bem preparada para que isto acontecesse, foi ver os regulamentos e efetuar os devidos cálculos e no final atribuiu-nos o título a nós.

Qual o pavilhão em que mais gostas/gostaste de jogar?

Não há nada melhor do que jogar no nosso pavilhão com os nossos adeptos a apoiar. No entanto, posso também destacar o pavilhão da Luz, pela sua grandeza e das suas excelentes condições.

Quais as tuas maiores qualidades enquanto pessoa e jogador(a)? E defeitos?


Falar de nós próprios é sempre complicado, mas a nível de qualidades pessoais considero-me uma pessoa responsável, dedicada, ambiciosa e bastante amiga dos meus amigos.
A nível de qualidades como jogador, acho que tenho uma razoável leitura de jogo, tenho um bom lançamento, dou sempre tudo o que tenho em campo e odeio perder. Como capitão de equipa procuro sempre apelar à união de grupo dentro e fora do balneário, e sou particularmente exigente com os rookies da equipa, mas sendo também o primeiro a dar palmadas nas costas quando assim merecem.
Relativamente a defeitos, sou uma pessoa um pouco teimosa, que tenta levar sempre a sua ideia até ao final, e muitas vezes inseguro relativo a mim mesmo. 


Um agradecimento ao Hélder pela simpatia e disponibilidade para nos conceder esta entrevista. Para ele os votos duma excelente temporada.


Séniores Masculinos: ADS segue em frente na Taça

Taça de Portugal - 2ª Eliminatória

AD Sanjoanense, 88 - Académica Coimbra, 68

segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

Sub16 B Masculinos: Vitória sofrida perante adversário acessível

ACR Vale de Cambra, 40 – AD Sanjoanense, 50

Vitória justa com exibição pouco conseguida dos nossos rapazes. Podíamos e devíamos ter feito melhor. Continuamos a demonstrar alguns maus "vícios" que temos de eliminar. 

Jogaram pela ADS: Afonso, André, Bruno, Miguel, Sérgio, Henrique, João, Gonçalo e Zé Eduardo. 

Treinador: Nuno Cunha

Seccionista: Rui Pereira

Sub18 Masculinos: Superioridade total dos jovens sanjoanenses

AD Sanjoanense, 94 - Atómicos SC, 30

A Sanjoanense decidiu resolver o jogo logo no seu período inicial, acabando os primeiros dez minutos com um parcial invulgar de 36 / 8.

De salientar, apesar da grande superioridade da nossa equipa, a dignidade e a intensidade que todos os atletas, sanjoanenses e forasteiros, colocaram no jogo durante os quarenta minutos.

Jogaram pela ADS: Marco Resende, André Ferreira, Tiago Tavares, Daniel Dias, César Almeida, Bryan Rivero, Diogo Rebelo, Pedro Moreira, Mário Santos, Simão Pinheiro, Ari Resende e Tiago Cruz.

Treinador: Augusto Araújo
Seccionista: Joaquim Pinheiro
Estatística: Jacinto Ferreira

Sub14 A Masculinos: Demonstração de empenho e qualidade


AD Sanjoanense, 74 – Illiabum Clube, 24

Último jogo desta 1ª fase com mais uma demonstração de grande empenho e qualidade por parte dos nossos jovens atletas. Com esta postura de certeza que o nosso futuro será risonho.
Parabéns e o trabalho continua!

Atletas: Francisco, Rafael, David, Pinheiro, Pedro, António, Guilherme, Filipe, Gonçalo, Miguel, João e Nuno.


Treinador: Gabriel Valente 
Treinador-adjunto: Miguel Ferreira

Sub16 A Masculinos: Boa atitude apesar de jogo menos conseguido

CP Esgueira, 56 - AD Sanjoanense, 63

Jogo que não correu bem aos “unhas negras”, num pavilhão algo escorregadio e com fraco aproveitamento das vantagens adquiridas durante a partida.

Apesar da adversidade, os atletas foram incansáveis durante todo jogo.

Jogaram pela ADS: Vitor Cabral, Tomás Santos, Afonso Santos, José Ferreira, Lucas Costa, Diogo Leite, Rodolfo Pêra, Sandro Duarte, João Bessa, Mário Santos, Pedro Teixeira e Francisco Reis.

Treinador: Rufino Tavares
Seccionista: José Alberto Ferreira

Resultados do fim de semana

Sub18 Masculinos:

AD Sanjoanense, 94 - Atómicos SC, 30

Sub16 A Masculinos:

CP Esgueira, 56 - AD Sanjoanense, 63

Sub16 Femininas:

AD Sanjoanense/Súrya Café, 54 - Atómicos SC, 61

Sub16 B Masculinos:

ACR Vale Cambra, 40 - AD Sanjoanense, 50

Sub14 A Masculinos:

AD Sanjoanense, 74 - Illiabum Clube, 24

domingo, 19 de Outubro de 2014

Sub16 Femininas: Na eficácia ofensiva esteve a diferença


AD Sanjoanense/Súrya Café, 54 - Atómicos SC, 61
Parciais: 9-12, 16-15, 17-24 e 12-10

Partida bastante equilibrada, jogada a um ritmo bastante razoável no qual a ADS, que mostrou uma atitude bastante digna, revelou alguma falta de clarividência ofensiva aliada a vários momentos de desconcentração defensiva que perante uma formação que revelou uma eficácia ofensiva bastante elevada, acabou por ser a chave para o desfecho final.
Continuar a trabalhar arduamente e querer evoluir diariamente são com certeza a receita para dias melhores e um futuro risonho.

Um agradecimento para todos os familiares e amigos que apoiaram a nossa jovem equipa, bem como para o nosso patrocinador "Súrya Café".

Jogaram pela ADS: Leonor Alhinho, Maria Leite, Vera Pinho, Sara Sá, Cristiana Silva, Nicole Pinho, Marta Carvalho, Bruna Cruz, Mariana Moreira, Daniela Oliveira, Beatriz Campos, Ana Sofia Cavadas e Mariana Gonçalves.

Treinador: Victor Carregosa
Adjunta: Sofia Silva
Seccionistas: Filipe Carregosa e Cristina Sá
Estatística: Elsa Pinho

Sub10 Mistos: Sanjitos estrearam-se oficialmente em Sangalhos


Realizou-se este Domingo de manhã o 1º Encontro de Sub10 da presente temporada, tendo a nossa jovem equipa se deslocado até Sangalhos para realizar a sua estreia competitiva.
Os jovens sanjoanenses defrontaram as equipas do GICA, do Sangalhos A e B.
Os jogos realizaram-se num clima agradável e de grande diversão com os nossos atletas a revelarem já alguns pormenores bastante interessantes.

Jogaram pela ADS: João Xará, Tiago Santos, Gabriel Gonçalves, Leonor Santos, Maria Vieira, Pedro Portugal, Henrique Resende, Afonso Santos, Jorge Silva e Tiago Plaza.

Treinador: Vítor Cabral
Seccionistas: Luís Xará e Patrícia Teixeira


quinta-feira, 16 de Outubro de 2014

Entrevista a Sílvio Rodrigues, jogador da equipa sénior e Treinador de Minibasquete da ADS


Nome:

Sílvio Manuel da Silva Rodrigues

Data nascimento:

21-07-1992

Clube(s) por onde passaste?

Guifões SC e Associação Desportiva da Sanjoanense.

Há quantos anos estás ligado à modalidade?

Há 13 anos.

Quais são os objectivos da tua equipa para esta temporada?

Esta temporada a minha equipa tem como objetivos chegar o mais longe possível na Taça de Portugal e obter o título de campeões no II Campeonato Nacional 1.ª Divisão Masculina.

Qual é o teu clube de formação?

Associação Desportiva Sanjoanense.

O que te faz mais feliz dentro do campo?

Sentir o espírito e a garra da equipa.

Treinador(a) que mais te marcou? E por alguma razão especial? 

Treinador Augusto Araújo, foi com ele que dei o grande “salto” como jogador. E também o treinador Gabriel Valente, que me acompanhou na formação como atleta e é o meu atual treinador.

Um jogo inesquecível? E o Pior momento? 

Nunca esquecerei o jogo contra o Galitos em Sub16 no qual marquei 50 pontos. Bem como o jogo da época passada contra o Vasco da Gama no qual perdemos com um lançamento do meio campo no último segundo, que nos impediu de subir à Proliga.

Qual o teu ídolo no Basquetebol?

São dois, Lebron James e Paulo Pinto.

O teu objectivo/sonho enquanto jogador(a)?

Jogar numa divisão superior àquela em que estou de momento e ganhar um título nacional de seniores.

Qual o pavilhão em que mais gostas/gostaste de jogar?

Sem dúvida que o pavilhão onde mais gosto de jogar é o Pavilhão Paulo Pinto. Outro dos pavilhões onde mais gostei de jogar foi no Dragão Caixa.

Quais as tuas maiores qualidades enquanto pessoa e jogador(a)? E defeitos?


Uma das minhas maiores qualidades é a minha força de vontade. Já como defeitos, o principal, é o ser teimoso.

Um agradecimento ao Sílvio pela sua disponibilidade para nos responder a estas questões e dar a conhecer um pouco de si. Para eles os votos sinceros duma excelente temporada.


Cartaz de jogos no Pavilhão Paulo Pinto este fim de semana


segunda-feira, 13 de Outubro de 2014

Agenda de jogos para o próximo fim de semana



Sub16 A Masculinos: Partida equilibrada com desfecho desfavorável

AD Sanjoanense, 57 – GD Gafanha, 63

Jogo que opôs duas equipas apenas com vitórias, do Grupo 1.
Uma partida bastante equilibrada, como demonstram 3 períodos ( 2 para ADS e 1 para o Gafanha), em que a diferença pontual foi de apenas 1 ponto. O jogo foi decidido no 2º período, com desvantagem para os "unhas negras" de 11-18.
Os jovens sanjoanenses, apesar do empenho terão de ser mais intensos durante todo jogo.

Alinharam: Vítor Cabral, Tomas Santos, Afonso Santos, José Ferreira, Lucas Costa, Diogo Leite, Rodolfo Pera, Sandro Duarte, João Bessa, Mário Santos e Pedro Teixeira.

Treinador Rufino Tavares

Seccionista José Ferreira

Sub16 B Masculinos: Muita ansiedade na estreia oficial 2014/2015!!

AD Sanjoanense, 39 - IIliabum Clube, 66

Em jogo de estreia oficial na época 2014/2015 a equipa de Sub16 B masculinos defrontou a equipa do Illiabum B. Enfrentámos uma equipa mais forte fisicamente, mais alta e mais madura que a nossa e sentimos bastantes dificuldades em impor as nossas potencialidades. A nossa derrota deve-se, principalmente, a uma entrada muito insegura no jogo, numa 1ª parte para esquecer. A 2ª parte demonstrou uma melhoria significativa, mas insuficiente para contrariar a valia do adversário. 

Jogaram pela ADS: Zé Eduardo, Tiago, Afonso, Pedro, Trindade, André, Gonçalo, Sérgio, Alex e Francisco.

Treinador: Nuno Cunha

Seccionista: Rui Pereira

Sub18 Masculinos: Arrancar a vencer

Campeonato Distrital Sub18 Masculino

GRI Brandoense, 29 – AD Sanjoanense, 69

Domínio absoluto dos jovens sanjoanenses, perante um adversário que só começou a reagir quando a derrota já estava quase expressa no resultado final. Desde o dia 2 Setembro, data de início dos trabalhos de equipa, todos os jogadores têm mostrado uma enorme vontade em aprender e fazer cada vez mais e melhor ; têm sido verdadeiramente FANTÁSTICOS. Para todos eles, um abraço e um reconhecimento muito especial do treinador.

Jogaram: André Ferreira, Diogo Rebelo, Daniel Dias, Tiago Tavares, Pedro Moreira, Simão Pinheiro, Ruben Resende, Bryan Rivero, Ari Resende, Mário Santos.

Treinador: Augusto Araújo
Seccionista: Joaquim Pinheiro

Estatística: Jacinto Ferreira

Séniores Masculinos: ADS vence Dragon Force em dia de apresentação


Jogo de Apresentação

AD Sanjoanense, 90 - Dragon Force "B", 74

Um jogo muito disputado e bem jogado por parte das duas equipas e que foi a cereja no topo do bolo em dia de apresentação das equipas da ADS para a época 2014/2015.

Próximo jogo: ADS x Académica Coimbra para a 2a eliminatória da Taça de Portugal no dia 22 às 21:30.

Atletas: Hélder, Remy, Sílvio, Luís, Miguel, Sing, Marco, Tiago, Samuco, Azevedo e Augusto.

Treinador: Gabriel Valente
Treinador-adjunto: Miguel Ferreira
Seccionista: Raul Almeida
Director: Carlos Borges